Tutorial ASP.NET 2.0 – Orientação a Objeto Criando nossa primeira classe

Agora vamos criar uma classe produto para mostrarmos melhor o conceito de orientação a objeto.

Nossa classe produto terá quatro propriedades e um método.

Propriedades

  • Nome
  • Preço
  • Data Fabricação
  • Dias Validade

Método

  • Retornar Data Validade
Criando uma classe

Clique com o botão direito do mouse no projeto/Website e selecione add à New Item

Selecione class e digite produto.vb , clique em Add

Foi criado um arquivo somente com a definição da classe.

Public Class Produto

End Class

Vamos agora adicionar as propriedades e o método, para criar a propriedade clique com o botão direito dentro do arquivo, selecione Insert Snippet

Usando o Insert Snippet

Selecione Common Code Patterns à Properties and Procedures à Define a Property

Será criado o código Abaixo:

Public Class Produto

Private newPropertyValue As Integer

Public Property NewProperty() As Integer

Get

Return newPropertyValue

End Get

Set(ByVal value As Integer)

newPropertyValue = value

End Set

End Property

End Class

Agora vamos alterar o nome e tipo da propriedade

Public Class Produto

Private _nome As String

Public Property Nome() As String

Get

Return _nome

End Get

Set(ByVal value As String)

_nome = value

End Set

End Property

End Class

Agora repita os passos anteriores para criar as outras propriedades, veja o código como deve ficar.

Public Class Produto

Private _nome As String

Public Property Nome() As String

Get

Return _nome

End Get

Set(ByVal value As String)

_nome = value

End Set

End Property

Private _DataFabricacao As DateTime

Public Property DataFabricacao() As DateTime

Get

Return _DataFabricacao

End Get

Set(ByVal value As DateTime)

_DataFabricacao = value

End Set

End Property

Private _NumeroDias As Integer

Public Property NumeroDias() As Integer

Get

Return _NumeroDias

End Get

Set(ByVal value As Integer)

_NumeroDias = value

End Set

End Property

Private _Preco As Double

Public Property Preco() As Double

Get

Return _Preco

End Get

Set(ByVal value As Double)

_Preco = value

End Set

End Property

End Class

Agora vamos criar nosso método

Function RetornaDataValidade() As DateTime

Return DataFabricacao.AddDays(NumeroDias)

End Function

Nesse método utilizamos a propriedade DataFabricacao e NumeroDias , como DataFabricacao é do tipo data, temos o método de soma para dia AddDays.

Nossa classe já pode ser utilizada em nossa página:

Public Class Produto

Private _nome As String

Public Property Nome() As String

Get

Return _nome

End Get

Set(ByVal value As String)

_nome = value

End Set

End Property

Private _DataFabricacao As DateTime

Public Property DataFabricacao() As DateTime

Get

Return _DataFabricacao

End Get

Set(ByVal value As DateTime)

_DataFabricacao = value

End Set

End Property

Private _NumeroDias As Integer

Public Property NumeroDias() As Integer

Get

Return _NumeroDias

End Get

Set(ByVal value As Integer)

_NumeroDias = value

End Set

End Property

Private _Preco As Double

Public Property Preco() As Double

Get

Return _Preco

End Get

Set(ByVal value As Double)

_Preco = value

End Set

End Property

Function RetornaDataValidade() As DateTime

Return DataFabricacao.AddDays(NumeroDias)

End Function

End Class

 

Tutorial ASP.NET 2.0 – Introdução Orientação a Objeto

 

No DotNet tudo é um objeto, com isso temos uma grande reutilização de código e facilidade em melhorar os controles e objetos de acordo com nossa necessidade. Nunca devemos nos esquecer disso para tirar o máximo de proveito.

Dito isso vamos analisar novamente o código de nossa primeira página.

Partial Public Class _Default

Na linha acima estamos definindo o nome de nossa classe, _Default, a visibilidade, Public, e a plavra Partial, especifica que a classe será composta por mais de um arquivo.

Inherits System.Web.UI.Page

Estamos definindo que nossa classe _Default esta herdando da Classe Page, vale lembrar que só podemos herdar de uma classe.

Protected Sub Page_Load(ByVal sender As Object, ByVal e As System.EventArgs) Handles Me.Load

Estamos definindo o método load da página, definindo que o mesmo está protegido, ou seja, não pode ser “substituído” por outro, caso criarmos outra página que herde de nossa classe _Default.

Esse método recebe um objeto que representa quem chamou esse método e a lista de parâmetros enviada.

Partial Public Class _Default

Inherits System.Web.UI.Page

Protected Sub Page_Load(ByVal sender As Object, ByVal e As System.EventArgs) Handles Me.Load

Dim Mensagem As String = ""

Response.Write("Ola mundo!")

End Sub

End Class

 

Tutorial ASP.NET 2.0 – Analisando o HTML da página Ola Mundo

 

Agora vamos analisar o código da página default.aspx:

<%@ Page Language="vb" AutoEventWireup="false" CodeBehind="Default.aspx.vb" Inherits="CursoASPNET._Default" %>

<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN" "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-transitional.dtd"&gt;
<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml&quot; >
<head runat="server">
    <title>Untitled Page</title>
</head>
<body>
<form id="form1" runat="server">
<asp:ScriptManager ID="ScriptManager1" runat="server" />
<div>
</div>
</form>
</body>
</html>

Em relação a uma página HTML temos os elementos a mais:

<%@ Page Language="vb" AutoEventWireup="false" CodeBehind="Default.aspx.vb" Inherits="CursoASPNET._Default" %>

Estamos especificando qual é a linguagem Language="vb"

Qual o arquivo que o código será armazenado CodeBehind="Default.aspx.vb"

Qual a classe Inherits="CursoASPNET._Default"

Define se os eventos serão associados automaticamente aos objetos AutoEventWireup="false" , valor false devemos criar os eventos , true eles serão criados automaticamente.

Na prática isso quer dizer que AutoEventWireup="false" requer

Handles Me.Load , já se o valor fosse true AutoEventWireup="true"

o Handles me.load seria opcional.

Protected Sub Page_Load(ByVal sender As Object, ByVal e As System.EventArgs) Handles Me.Load

Response.Write("AutoEventWireup=False")

End Sub

O ideal é utilizar o valor false para uma melhor performance.

 

O restante do código é html normal com exceção da tag ScriptManager que é responsavel pelo gerenciamento das chamadas Ajax:

<asp:ScriptManager ID="ScriptManager1" runat="server" />

 

Tutorial ASP.NET 2.0 – O Bom e velho Olá Mundo

Vamos incluir o famoso “Ola Mundo” inserindo no evento Load o código Abaixo

Dim Mensagem As String = ""

Response.Write("Ola mundo!")

Nesse código estamos declarando uma variável do tipo string e vamos escreva na página utilizando o comando Response.Write.

O código da página fica assim:

Partial Public Class _Default

Inherits System.Web.UI.Page

Protected Sub Page_Load(ByVal sender As Object, ByVal e As System.EventArgs) Handles Me.Load

Dim Mensagem As String = ""

Response.Write("Ola mundo!")

End Sub

End Class

Para exibir a página temos 3 opções.

  1. Utilizar o servidor Internet Information Service, conhecido como IIS
  2. Rodar a aplicação utilizando o menu Debug


Podemos utilizar a opção Start Debugging ou Star Without Debugging

  1. Podemos clicar com o botão direito em cima do arquivo e escolher a opção View in Browser

Como não pretendemos debugar o código, vamos rodar a aplicação usando ctrl + f5

Repare que ele criou uma página com a frase Ola Mundo! , veja que como rodei o aplicativo de dentro do Visual Studio, ele utilizou o ASP.NET Developement Server, que seria uma espécie de IIS interno do Visual Studio.

Technorati Tags: .NET, VB.NET, ASP.NET 2.0, SQL Server 2005, Tutorial, Apostila

Tutorial ASP.NET 2.0 – Introdução ao VB.NET

 

A sintaxe do VB.NET é muito semelhante ao VB 6 , por isso grande parte dos programadores VB se sentem a vontade em começar a programar com VB.NET. Mas essa semelhança é perigosa já que mesmo programando do jeito VB 6, ou seja, não orientado a objeto os programas irão funcionar.

Vamos criar nosso primeiro projeto para que possamos ir testando todos os exemplos:

1) File  –> New –>  Project

2) Selecione a Opção ASP.NET AJAX – Enabled Web Application

Observação: Para essa opção aparecer você deve ter instalado o Ajax.Net e o (SP1 do Visual Studio ou a atualização conhecida como WEB Application) instalado.

Foi criado um projeto  com um diretório chamado My Project , onde podemos alterar todas as propriedades do projeto. E mais dois arquivos o web.config que configura algumas opções da aplicação e pode guardar valores globais, e o Arquivo Default.aspx

Clicando em Show all files, serão apresentados mais alguns arquivos:

Temos então os seguintes arquivos:

Defaul.aspx(Possui o código Visual, HTML + CSS + Javascript + Controles ASP.NET)

Defaul.aspx.designer.vb (Possui as definições dos controles )

Defaul.aspx.vb (Possui o código que será rodado no servidor)

 

Agora que temos o projeto vamos criar nosso primeiro código. Vamos editar o arquivo default.aspx.vb, veja abaixo o código inicial.

Partial Public Class _Default

Inherits System.Web.UI.Page

Protected Sub Page_Load(ByVal sender As Object, ByVal e As System.EventArgs) Handles Me.Load

End Sub

End Class

 

Technorati Tags: .NET, VB.NET, ASP.NET 2.0, SQL Server 2005, Tutorial, Apostila

Tutorial ASP.NET 2.0 – Arquitetura WEB

Para quem está iniciando é sempre bom lembrar a arquitetura dos sistemas web, vamos lá então …
Toda aplicação web seja ela desenvolvida com linguagem compilada ou interpretada funciona da mesma forma, ou seja, enviamos uma solicitação para o servidor e recebemos de volta HTML/CSS/JavaScript/XML/arquivo, ou seja, recebemos um conjunto de bytes .

Partindo disso então temos que não podemos acessar recursos locais da maquina, como criar arquivos locais, alterar resolução do monitor, etc. Usando javascript podemos saber a hora local da maquina e sua resolução mas não podemos alterar essas informações.

Se precisarmos acessar recursos locais temos duas alternativas, criar um ActiveX que devera ser instalado pelo usuário, podendo então acessar a maquina local através de nosso sistema web. Mas o uso de ActiveX não deve ser utilizado a não ser que seja extremamente necessário, o melhor seria desenvolver uma aplicação Windows quando há a necessidade de acessar dados locais da maquina do usuário.

Outro fato interessante das aplicações web é que elas trabalham desconectadas, parece estranho já que temos que estar conectados na internet ou rede. O que quero dizer com desconectada é que a requisição é feita ao servidor e quando o servidor responder, pronto não há mais uma conexão entre as duas partes. A única coisa que temos é um número que será utilizado na próxima solicitação, esse número é chamado de SessionID.

Por trabalhar de forma desconectada é que surge a necessidade de sempre submeter todos os dados para o servidor, mesmo quando utilizamos AJAX estamos enviando todos os campos do formulário, só que ignoramos o que não nos interessa naquela chamada. Ou seja, não existe interação sem post-back que é o nome que damos a ação de enviar os dados para o servidor e receber uma resposta, resposta essa que geralmente reflete de alguma forma na página atual.

 

Tutorial ASP.NET 2.0 – Requisitos

Para acompanhar os tutoriais será necessário o SQL Server 2005 Express , Visual Studio 2005 ou Visual Web Developer Express ambos com o SP1 http://msdn2.microsoft.com/pt-br/vstudio/bb265237.aspx , ASP.NET 2.0 AJAX Extensions 1.0 e ASP.NET AJAX Control Toolkit http://ajax.asp.net/downloads/default.aspx?tabid=47.

Vamos utilizar o tipo de projeto Web Application, pois ele possui algumas facilidades para quem esta vindo da versão ASP.NET 1.1 e também desktop. E ao meu ver ser mais produtivo que o projeto padrão Web Site